Cara esquisito

Saca só

Que mano é esse, esquisito

Parece até que vai rosnar

Tá sempre a cata de um conflito

Não pensa na situação

Não se importa com ninguém

Private e aglomeração

Primordial é se dar bem

Tem tudo sempre ao seu alcance

Um sentimento de posse

Como se um escolhido fosse

Saca só

Com a camisa da seleção

Não pensa em quem vai assumir

Depois dessa destruição

Talvez nunca vá entender

Quem sabe só vendo pra crer?

Que os mesmos nos mesmos lugares

Aos mesmos vão favorecer

Quem sabe se ele desistir

De ser a claque do Jair

Que vence de tanto mentir

E asfixia por querer

Faz seu papel de bobo

Mostrando ao mundo todo

O que é um cidadão ruim

Infelizmente é isto

Quando se escolhe um mito

Repete então sua fala, jargão e descalabros

Que a solução está na bala e não nos livros.

gostou? compartilhe e curta!!

1 comentário em “Cara esquisito”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Scroll to Top